• Precisa de ajuda ?
    Entre em contato conosco pelo email contato@acervothai.com
Blog do Tigrão, Sobre Muaythai (TG)

Três coisas que o seu treinador faz e você não percebe.

Copie o link desta página: https://sobremuaythai.com/qQhkw

Texto traduzido de 3 things your trainer is doing that you don’t realize 

Tornar-se um treinador é um esforço altruísta. Motivos egoístas só impedem o progresso do lutador e a reputação do treinador. O vínculo que se forma entre treinador e aluno é difícil de ser colocado por escrito. É mais do que físico: os traços de um forte relacionamento aluno-treinador podem ser vistos sem uma única palavra sendo trocada. Você entra numa academia pensando apenas em “treinar” (bater aparador, saco, fazer sparring), mas você sai com muito mais do que isso.

Seu instrutor está ensinando coisas que você não vai perceber até que você mesmo faça a transição de aluno para professor. Aqui estão as três coisas que seu treinador faz que você pode ainda não entender:

 Ele ensina a você “O caminho”.

“O caminho” ao qual me refiro não é bem o que você pode estar pensando, embora ensinamentos sobre mente, espírito e ações de um lutador sejam aprendidos durante toda a jornada. O que quero dizer é o modo como as coisas funcionam de verdade nos esportes de combate. Como um atleta motivado você sempre se vê como um vencedor. Isso é uma mentalidade desenvolvida em muitos bons atletas. No entanto, isso também coloca uma venda nos seus olhos sobre as suas fraquezas, especialmente quando se compara a um adversário em específico.

Foto: Nanthaphong

Quem está de fora sempre terá uma opinião pessoal, um palpite para dar. Já o seu treinador não terá uma opinião, terá uma resposta. Ele levará em conta a sua vida pessoal, sua habilidade, sua ética de trabalho e sua forma de pensar para buscar o sucesso no ritmo correto.

As pessoas constantemente saem na rua falando sobre o que fariam se fossem um lutador, mas nem sabem como o jogo funciona. Amigos e familiares tentam ajudá-lo com base em um dos seus vídeos no Youtube. Todo mundo vê o que se destaca, mas não conseguem ter uma visão sobre o que realmente é “estar pronto”. Eles não conseguem ver o que está por trás – as lesões, a alimentação, o cansaço e os treinos repetitivos. “Estar pronto” para um treinador não significa que você é bom, significa que você está pronto para suportar o pior cenário possível e ainda estar vivo na luta.

Seu treinador está lá para levá-lo ao objetivo que você tem de se tornar um lutador profissional, e mais importante que isso: para ensiná-lo sobre o que será necessário para chegar lá. Se você espera lutar depois de umas poucas semanas de treino, seu treinador tem o papel de dizer que você não está pronto ainda, sem te desencorajar. Isso deve servir como motivação para ajustar as variáveis ​​que você controla. Controle o seu trabalho, ajuste as coisas que você precisa para entrar de forma segura e eficaz no octógono ou ringue. Você, enquanto atleta, é um produto da sua academia e treinador. Como você luta e como você age reflete o nome da sua academia.

Ele treina você conforme sua disposição para o trabalho.

Nada fala mais do que a ação. O trabalho que você coloca em prática no dia-a-dia é o que o levará ao sucesso. O trabalho do treinador é proporcionar a oportunidade de você se melhorar, mas isso só acontece se você com o seu esforço. Você pode ter oportunidades de lutar por títulos, viajar pelos estados ou mesmo internacionalmente, mas seu treinador não pode acordá-lo e arrastá-lo para a academia todas as manhãs. Você precisa querer ir sozinho.

“Se você não está disposto a aprender, ninguém pode ajudá-lo. Se você está determinado a aprender, ninguém pode pará-lo.”

Nem o dinheiro pode comprar resultados quando sua motivação não está presente. Você também não vai a lugar nenhum se montar nas costas de alguém – ninguém vai te carregar por muito tempo. Mas se você tem uma forte disposição para o trabalho na sua vida como um todo, sempre terá portas abertas e novas oportunidades. Seu chefe, seu treinador e até sua família o verão como um investimento. Não em um sentido numérico, mas se eles estão investindo seu tempo, dinheiro e conhecimento em você, eles querem ver você seguir em frente. Assim como nos negócios, se você não produz resultados, ninguém investirá em você.

Mostre ao seu treinador que você quer realmente superar todos os outros, e ele irá retribuir seus esforços para lhe fornecer as melhores oportunidades.

Ele julga você com base no seu caráter, e não na sua habilidade.

Foto: André Palmeira

Ser habilidoso pode lhe proporcionar muita atenção, mas não devemos confundir a atenção que um atleta tem com o seu sucesso ou respeito. Seu caráter é o que ganha o coração e o respeito do seu treinador. Ninguém quer treinar um lutador qualificado que é arrogante. Há muitos atletas talentosos sob os holofotes que não têm o respeito daqueles ao seu redor.

Há muitos atletas experientes que tiveram as portas fechadas por causa das suas ações. Como se vê nas notícias, lutadores e jogadores incríveis que eram aparentemente insubstituíveis, imortais, têm portas fechadas na cara deles. Então, imagine o quão rápido sua carreira pode terminar se você não faz parte desse 1% superior? Lembre-se de que você é substituível, especialmente quando você tem um caráter questionável.

Seja um bom ser humano e seja receptivo a novas ideias. Você vai cometer erros, você pode até tomar decisões ruins, mas é trabalho do seu treinador colocá-lo na direção certa, e é seu trabalho ouvir o conselho, aprender e agir, em vez de apenas escutar as palavras. Se você for bom para os outros, ajudá-los a aprender e mostrar respeito dentro e fora do ringue, você terá um time para defendê-lo durante os tempos ruins.

Conclusão

Se você está procurando ser um profissional, ou mesmo se já estiver subindo no ranking, trate todos os treinos como trabalho. Alunos podem chegar, entrar e sair, mas a questão é sobre o quão duro você trabalha naquele intervalo de tempo que é o seu treino. Seu treinador será o seu melhor amigo, psicólogo, nutricionista, professor, treinador, gerente e muito mais em troca de seu trabalho árduo e compromisso.

Este post foi inspirado pela minha experiência pessoal com meu treinador e minha transição de lutador para treinador. Um ano atrás, depois de sete vitórias consecutivas, perdi minha primeira luta. Então fui aprender e estudar quais traços levam ao sucesso de um lutador e quais traços limitam esse sucesso. Eu estudei meu próprio comportamento ao treinar outras pessoas, considerando quais características aumentaram meu compromisso como treinador, apesar de tentar manter o mesmo esforço com cada cliente / aluno. Eu estudei treinadores bem-sucedidos, lutadores bem-sucedidos, a relação entre os dois e a filosofia do treinamento.

Uma vez que eu aprendi o que procurar em um atleta, eu me tornei esse atleta. As relações que consegui construir depois disso tornaram-se foram muito melhores. Eu espero o melhor para você, e desejo que aproveite ao máximo as oportunidades que tiver para chegar ao topo. Apenas lembre-se de que você deve sempre manter o controle ao executar cada etapa dessa jornada.


Paul Banasiak é lutador / viciado em Muay Thai, treinador e educador físico. Depois de deixar a faculdade de medicina sem olhar para trás, ele decidiu acompanhar completamente sua paixão por ajudar os outros a se tornar a melhor versão de si mesmos, criando MuayThaiAthlete.com. Um site para aqueles que já são pessoas apaixonadas que desejam levar sua vida e treinamento para o próximo nível.

Texto original disponível em: http://www.muaythaiathlete.com/3-things-your-trainer-is-doing-that-you-dont-realize/

Copie o link desta página: https://sobremuaythai.com/qQhkw
Play All Replay Playlist Replay Track Shuffle Playlist Hide picture